Professora morta em creche lutou com vigia para salvar como crianças

Uma das vítimas do incêndio criminal em uma creche em Janaúba, no norte de Minas Gerais, Helley Abreu Batista entrou em uma luta corporal com o criminoso para tentar salvar seus alunos. “Seu comportamento foi heroico, ela mostrou que  estava realmente lá para proteger todas aquelas crianças”, disse o delegado Bruno Fernandes Barbosa sobre a professora de 43 anos.

Entre seus colegas profissionais, Helley é definida como uma guerreira, que sempre cuidava de seus alunos com grande dedicação. “Ela era muito cativante, alegre e capaz de envolver cada aluno com seu olhar peculiar. “Ser professor é ser Helley Abreu”, disse Eliane Faria, uma pedagoga que trabalhou como supervisora em uma escola onde Helley ensinou em 2016.

De acordo com a Câmara Municipal, Helley foi contratada pelo município desde 2016 e começou a trabalhar no Centro Municipal de Educação Infantil, onde aconteceu a tragédia .

Loading...